E-mail: contato@silviamalamud.com / Tel: +55 11 9 9938-3142 /Av. Angélica, Higienópolis - SP

Somos todos Telepatas!

08/04/2016

Você sabia que somos muito além dos conceitos básicos que aprendemos sobre o funcionamento das nossas máquinas biológicas?


Nossa consciência é atemporal e alocal, ou seja, ela simultaneamente está e não está ocupando espaço em nossos cérebros. 

Em pleno século XXI, a descoberta dos cientistas sobre os neurônios espelhos abre um espaço significativo, quando revelam sobre o que antes poderia ser visto como algo magico, sobrenatural ou sem explicação. O melhor de tudo é que agora podemos falar abertamente a respeito de situações que acontecem com todos nós, sem receio de sermos tachados como insanos ou algo nessa ordem. A neurociência de hoje, fala da consciência alocal, quando nos conta a respeito da transmissão de informações que acontece entre neurônios de um cérebro para outro. Um funcionamento espelhado onde mentes se comunicam passando as mais variadas informações, que estão muito além das palavras. Um conhecimento imediato, que vem por meio de blocos, símbolos, sensações e pensamentos, tudo junto! Um exemplo muito comum e conhecido de como esse fato ocorre é quando a mãe que sabe se o seu filho recém-nascido está com fome, ou dor de barriga, mesmo antes dele começar a chorar. 

A verdade é que somos totalmente alienares e atemporais. 
Quem já não passou pela experiência de ter um problema para resolver e, ao tomar um banho, ou ao acordar, ou ao aparentemente se distrair, recebe a resposta na mente como se fosse algo mágico vindo do além? São nesses momentos que as nossas mentes captam e traduzem a nós mesmos tudo o que necessitamos. Esses conhecimentos vêm até nós através de uma rede de informação universal que está ininterruptamente ao nosso dispor. Esse tipo de acesso imediato pode ser altamente ampliado, apenas requer treino de foco e atenção diferenciados. Observem também, que mesmo sem esses treinamentos, como todos nós sabemos, essas captações nos sobrevém porque são capacidades inatas que os nossos cérebros têm, mas que até então, não havíamos dado veracidade e devida importância.

Exemplos dessa ordem é o que não faltam. O fato de entrar num lugar e de sentirmos o clima de tal ambiente também são informações que acessamos. Quando pensamos numa pessoa e a encontramos ao acaso ou por alguma outra forma de contato é também mais uma evidência dessas captações. E mesmo nos sonhos, os modos como as pessoas captam situações que tem a ver com o mundo da realidade concreta são infindáveis... As informações são sobre pessoas que vão morrer, sobre traições etc... Tudo isso faz parte dessa imensa rede de informações a qual, quer queiramos, quer não, estamos todos conectados. 

Na época da Guerra Fria, por exemplo, determinados países que sabiam com exatidão sobre a natureza do nosso funcionamento, chegaram a desenvolver com maestria uma técnica de nome Visão Remota à Distância. Mediante treino específico, agentes podiam ir mentalmente a qualquer local, trazer informações precisas e até influenciar outros... Difícil de conceber como verdade, mas inclusive tem um livro antigo relatando tais experiências.

Num tempo não muito distante, esse conhecimento será tão obviamente claro como a consciência que temos hoje de que a Terra não é plana. Podemos desenvolver nossas habilidades inatas, totalmente focados e com os pés no chão.
Quanto mais despertos, melhor!

Please reload

Artigos Recentes 
Please reload

Redes Sociais
  • Facebook
  • Instagram
Palavras-Chave