E-mail: contato@silviamalamud.com / Tel: +55 11 9 9938-3142 /Av. Angélica, Higienópolis - SP

A Espetacular sociedade narcísica

22/04/2016

É fato que em nossa atualidade existe uma importante demanda no que diz respeito ao enaltecimento do ego e que muito resulta nas pessoas com o adoecimento narcísico. Esclarecendo: no nosso tipo de sociedade, o desejo pessoal legitimo fica turvo, enquanto o que passa a ser importante é o que se imagina ser aceito como o 'bacana' do momento. 

Estamos numa sociedade onde falta autopreenchimento e por conta disso as pessoas jamais se sentem plenamente satisfeitas seja pelo que for. Se têm um emprego, querem mudar, não ficam muito tempo. Nas relações afetivas nem se fala, são nelas que estes aspectos inconclusivos se mostram com maior evidência. Nunca os ideais de vida foram tão altamente mutantes como os de agora. O que é da maior importância num momento, dali a instantes pode mudar totalmente de rumo. E os nossos eus ficam como que cegos numa busca frenética por resultados satisfatórios que a sociedade de consumo impõe. O problema é que a cada minuto que se passa, a moda, por exemplo, transforma-se. Cores e estilos fazem parte deste espetáculo caleidoscópico, multicolorido e multifacetado que estamos abordando. E a pergunta que fica é essa: onde está você nisso tudo? Onde estamos nós? E o pior: para onde estaremos indo...?

Como resultados emocionais deste tipo de personalidade, o que mais vemos atualmente nos consultórios psicológicos são pessoas com as seguintes queixas:
- Agitação excessiva e ansiedade frente ao novo. Estados de letargia progressivos por não se sentirem capazes de compactuar com as expectativas do momento.
- Angústia e solidão insuportáveis. Medo da rejeição social. 
- Sentimentos de vazio existencial. Falta de espaço para a manifestação de um self genuíno sendo que alguns sequer acreditam que algo além desse vazio possa existir.

Um detalhe importante a ser observado também fica no oposto de todo este montante, ou seja, para muitos o que aparece na superfície são os sentimentos ilusórios de pertencimento, de poder, de autoestima e de aceitação que sobrevém em meio a estados de extrema excitação.

Ao final, dentro desta sociedade adoecida, a maioria fica a todo momento driblando a hipótese de poder ser alguém inadequado e, como consequência, para não entrar em contato com estes difíceis sentimentos e ainda em seus mecanismos de compensação, muitos acabam funcionando como pessoas altamente competitivas. Afastam-se do universo das sensações, através do qual poderiam vislumbrar o encontro consigo mesmos, apenas lançando-se para o que julgam ser sensacional. E tudo se transforma num imenso show narcísico em nome de se camuflar qualquer coisa que possa representar fracasso. 

Alerta: Em meio a todo este montante superficial, fica claro que o universo interior dos implicados neste sistema podem e costumam, em suas breves vidas, entrarem em colapso. Mesmo assim, ainda em rota de fuga de um possível encontro com esse vazio, alucinadamente, costumam buscar ajuda com algumas equipes implicadas nessa vida de espetáculo: 

Hoje em dia, onde existir alguma forma de angústia, ansiedade, frustração ou tristeza, antes consideradas como fatos normais da vida, haverá alguma droga específica para resolver essas questões. Tais drogas visam aliviar o momento ou mesmo deixá-lo mais legal. Estas podem ser desde drogas propriamente ditas, como uso abusivo de remédios psiquiátricos ou para regime, além de excesso de ginástica, trabalho, namoro, sexo ou o que seja que possa despertar algum frisson e, no melhor dos termos, trazer a mínima sensação de alegria efêmera, ainda que sem nenhum conteúdo estável...

E o que fazer? Autoconhecimento visando sair do raso para o profundo, buscando um sentido legitimo para a vida e para si mesmo.

 

Please reload

Artigos Recentes 
Please reload

Redes Sociais
  • Facebook
  • Instagram
Palavras-Chave