E-mail: contato@silviamalamud.com / Tel: +55 11 9 9938-3142 /Av. Angélica, Higienópolis - SP

O que fazer quando as nossas Verdades Secretas nos incomodam?

27/04/2016

Ninguém de nós está livre de ter uma verdade secreta, ou seja, de algo que nunca comungou com um outro. Algo que fez e que prefere não lembrar... ou que adora sempre que pode ficar se lembrando, ou mesmo fazendo... A única diferença é que são coisas secretas.

No universo pessoal, não existe o certo ou o errado e, sim, o que faz mal a si mesmo e o que não faz mal. E no final, o que se dá conta de se fazer na vida para se sentir feliz e estável emocionalmente. 

Na verdade, todos nós somos o que somos porque é o melhor jeito que temos para sobrevivermos, para darmos conta de nós mesmos em nossas breves existências. Não sabemos de nada, nem de onde viemos, nem para onde iremos e o planeta está repleto de suposições, de histórias e de mais histórias a respeito deste tema.

Existe nos EUA uma sigla intitulada YOLO, que significa You only live once, ou seja, você só vive uma vez...E por conta deste lema, muitos acabam fazendo o que dá na cabeça na ânsia de viver também no melhor que imaginam poder.
E mesmo que esta ideia possa nos custar muito caro, como nos roubar das nossas próprias histórias e dos nossos ideais sobre o que deveria ser o correto, ou não, não são poucas as vezes em que assumimos aventuras que nos levam a escorregar ladeira abaixo. Um ato um pouco mais impensado, uma medida um pouco mais desmedida e pronto! Podemos colocar toda uma vida em risco. 

Esse fator é muito mais delicado do que podemos supor. Para termos uma vida plena, seja ela secreta ou não, certamente teremos que assumir toda a sorte de riscos. Pode-se acertar ou equivocar-se nos caminhos escolhidos. Faz parte da vida. Erros e acertos são parte do aprendizado de se honrar e de se reconhecer as guianças internas e essa sabedoria talvez valha mais do que tudo. Lucidez e autoconsciência sobre onde estamos e sobre o que de fato desejamos a nós mesmos. Sobre o que é melhor.
Muitos se dão bem nessas empreitadas. As atitudes são de toda ordem. Exemplo de uma verdade secreta de uma paciente minha: detesto o meu casamento, mas não dou conta de ficar sem estar casada e por isso me adequo às circunstâncias nada fáceis que vivo, inclusive, a ter que ceder sexualmente às demandas apaixonadas do meu marido. Vejam, aí esta um exemplo de uma verdade secreta. É certo que o pedido de ajuda terapêutica veio muito por conta desta paciente tentar ser verdadeira com ela, porém de outro modo... Num outro momento, recebo em meu consultório outra moça também casada, com filhos adolescentes, independente financeiramente, inclusive do marido, e sem afeto algum por ele, por circunstâncias adversas. Contou-me a sua Verdade Secreta: tinha um amante! De acordo com ela, um namorado. Esta era sua Verdade Secreta. Perguntei se ela gostaria de trabalhar este assunto, se era uma questão para ela, o que prontamente me respondeu que não havia vindo para tratar esse aspecto Secreto de sua vida porque se sentia estável nessa situação e não desejava abandonar a vida socialmente agradável que tinha com o marido e com os filhos e família em geral.
Existem mil e um arranjos em que as pessoas tentam não trair a si mesmas, fazendo o que for para serem felizes. E são o que podem ser num um arranjo consigo mesmas até que entendam que as suas Verdades Secretas estão atrapalhando a si e a vida das pessoas com quem convivem. Mas outros nem passam perto disso e talvez nem precisem passar, porque no combinado velado entre as duas partes, está tudo certo.

O discurso pessoal vem de uma individualidade secreta e muitas vezes incomungável.
Não dá para julgar, afinal, somos humanos e fazemos escolhas para de algum modo nos darmos bem...

Mesmo aqueles que são preconceituosos estão fazendo isso... Tentando ficar bem, ao olhar a vida por intermédio deste tipo de lente...

Penso que o importante é saber se as Verdades Secretas estão causando lesões a si mesmo ou às pessoas ao seu redor. A partir desta clareza, se um sinal de alarme internamente bater, é motivo de buscar mudança interna para melhorar a situação atual. 
Dica: Terapia de reprocessamento cerebral é sempre excelente nesses casos, exatamente por funcionar como libertadora de questões, quando estão numa lógica de funcionamento, porém, com algum ponto cego de difícil acesso perturbando.

 

Please reload

Artigos Recentes 
Please reload

Redes Sociais
  • Facebook
  • Instagram
Palavras-Chave