E-mail: contato@silviamalamud.com / Tel: +55 11 9 9938-3142 /Av. Angélica, Higienópolis - SP

Como transformar seu relacionamento num eterno namoro?

09/05/2016

Por que as relações afetivas tendem a esfriar com o passar dos anos? A maioria dos casais costuma se acomodar em relações que julga serem estáveis.

Tenho alguns pacientes que estão casados há vários anos e frequentemente se queixam de que os parceiros andam desleixados, sem nenhum movimento que os seduza e confessam que eles próprios também estão agindo da mesma maneira. Nada fazem para manter ou mesmo ativar o fogo que havia no início da relação.

Em geral, são nos relacionamentos que vivemos os nossos caldos emocionais. Uma das situações mais ameaçadoras para o ser humano é o medo do abandono e da rejeição. Por mais impossível que possa parecer, não é nada incomum que pessoas com essa questão emocional mal resolvida possam secretamente ativar tanto a rejeição, como o desamor nos parceiros, como prova de amor. Explicando melhor, de modo inconsciente, agem literalmente desqualificando a parceria afetiva ou o tipo de relacionamento vivido. Não que ele seja ruim, ao contrário, fazem essa artimanha exatamente por ser bom e porque lá no fundo ainda não acreditam que possam viver um amor pleno; portanto, agem mal, a todo momento apostando que que os parceiros irão continuar na relação provando que apesar de tudo, ainda assim, os amam. Difícil de acreditar que isso existe? Pode até ser que sim, mas o fato é que são vivências muito mais comuns do que se pode imaginar. Existem outras infinitas variáveis desastrosas que promovem o afastamento dos casais a ponto de esfriar uma relação, entretanto, penso que o mais importante é lembrar-se de que absolutamente nada é eterno e que a melhor coisa que temos, enquanto estivermos num relacionamento afetivo de amor, companheirismo e amizade, é ficarmos atentos para que ele seja sempre dinâmico e cheio de vida. Como? Fazendo momentos de reflexão diários!

Só você, em sua relação, pode saber como ativá-la para lhe dar mais colorido. E não fique apenas no mundo das ideias, pensando ou imaginando. Aja e faça acontecer. Um dos principais erros cometidos por ambos e que comprometem a relação, ao meu ver, é quando em vez de se resolver questões conflitivas, um acaba castigando o outro dando o famoso gelo, ou castigando de algum outro modo. Existem infinitas maneiras de castigar e isso não leva a nada. Se existe amor, existe um bem-querer. Todos nós somos passíveis de cometer erros de conduta nos relacionamentos, ninguém é perfeito. Exigir comportamentos ou imaginar julgando como que o outro deveria ter agido e explodir, ficar de mal, magoado, ou o que seja quando as coisas não acontecem a contento, sempre é uma forma de imposição tirânica, não importa com que roupagem apareça. Portanto, se o casal deseja ser feliz um com o outro, os dois devem literalmente puxar a carroça para o mesmo lado.
O que se pode fazer para recuperar o romantismo da relação, a ponto de transformá-la num eterno namoro? Aqui vão algumas dicas práticas:

Para que se possa recuperar o romantismo da relação, mulheres e homens devem ficar bem atentos tanto às suas próprias fantasias, como as do outro. Imaginar e fazer acontecer cenários diferentes do usual é uma arte que deve ser constantemente revigorada. O tema interno de romantismo pode até ser, ver televisão em casa a dois, deve ser, porém, com intimidade. E para fazer disso algo mais romântico do que o usual, que tal sensualizar o evento? Coloque roupas mais sedutoras, sirva um vinho, ou algo que na relação de vocês imprima o significado de romance com aquele toque especial que pertence só a vocês dois.

Para qualquer evento na relação, se o olhar for o de romance e de sedução, absolutamente todos os cenários tendem a mudar. A questão é a mudança do olhar e da postura interna. Chega de se dar a desculpa que trabalhou demais, que as crianças lhe cansaram, que o mundo lhe tirou o foco. Lembre-se, você é o único responsável pela qualidade da sua presença em sua relação. O tom é sempre você quem dá. Cada momento, neste tipo de presença e foco, será único e especial para vocês como casal. Independente de ser o homem ou a mulher da relação. Estar acordado para o romance, para o amor e para a sensualidade da relação, que não obrigatoriamente significa acabar em sexo, é da responsabilidade e da qualidade da presença de ambos. Você pode, do mesmo modo em que fica ativado para outras questões em sua vida, priorizar estar constantemente ativado em romantismo a fim de que a sua relação não caia na mesmice. Ative a qualidade desse tipo de presença no agora, que pode e merece ser leve. Um não esquecimento do que é bom e prazeroso. Não deixe para depois. Os nossos cérebros sempre obedecem nossos mandatos, sejam eles quais forem. Avive o romantismo que existe em você pela presença da sua Vontade. Ele existe em todos nós, encontre o seu mesmo que não esteja acostumado. Você pode, você merece e a sua vida afetiva agradece!

 

Please reload

Artigos Recentes 
Please reload

Redes Sociais
  • Facebook
  • Instagram
Palavras-Chave