E-mail: contato@silviamalamud.com / Tel: +55 11 9 9938-3142 /Av. Angélica, Higienópolis - SP

Você conhece a Manipulação Perversa dos Sedutores Patológicos!

15/06/2016

 

 

Você conhece alguém que seja super cativante, que a maioria das pessoas se encanta com os seus gestos, com o modo que faz uso das palavras e que tem a capacidade de  conduzir o olhar de todos para si mesmo, pois ninguém escapa de seus encantamentos?

 

Estes tipos costumam fazer parte do grupo de personalidades com características narcisistas. Como traço geral à todos, costumam agir em meio a toda sorte de atitudes inescrupulosas, com incorruptível invisibilidade e de modo velado posto que o sucesso de seus intentos dependem do fato de serem bem vistos e amados por todos ao seu redor.  São os verdadeiros mestres da conquista, e neste jogo,  vale de tudo para se estar no êxtase da sensação de ser idolatrado e amado. Todos tem excessiva imaturidade tanto afetiva como emocional e numa camada um pouco mais abaixo de tudo o que exibem, para um bom percebedor,  um enorme medo, somado a impossibilidade de se fazer conexões reais evidenciam a incapacidade emocional que eles tem de assumir compromissos e de ver o outro.

 

 Essas personalidades que costumam ser de ambos os sexos, não sossegam e  ficam tentando de tudo enquanto não conseguem conquistar os seus alvos escolhidos de momento. Como qualquer mercadoria exposta num grande mercado, para eles, as pessoas a serem “adquiridas”, em suas mentes inconscientes, apenas representam coisas ou objetos, como se fossem mercadorias em exposição para serem compradas em alguma loja.  Portanto, “objetos” mais “caros” e de mais difícil acesso para se ter, são os que mais os cativam. Após a conquista, porém, colocam tais troféus, agora antigos, de volta em prateleiras e partem em rumo de novas coisas e situações que imaginam ser mais interessantes do que os  objetos-pessoas já conquistados. Um mecanismo que beira a perversão, ou já o é, quando as pessoas apenas existem em seus jogos mentais de sedução e de conquista e também porque eles mesmos são reféns deste tipo ininterrupto de comportamento. Funcionam comandados por necessidades inconscientes de preenchimento de vazio emocional e de carências afetivas importantes que são confundidos e substituídos por pessoas, objetos e coisas de momento. Neste sentido, a angustia velada, para eles mesmos, faz com que tais sedutores usem de todas as suas incansáveis manobras de conquista, se acaso a pessoa-alvo se mostrar indiferente ou mesmo se não ceder às suas investidas. Afinal, eles precisam ter , porque assim desejam e isso tem que ser a qualquer custo!

 

Uma empreitada inglória que acaba minando tudo o que pode significar vida para as presas escolhidas quando não despertam a tempo e não se dão conta do grave adoecimento psicológico de tais narcisistas sedutores patológicos.

 

Sedutores perversos são os maiores reféns de suas próprias necessidades de conquistar, sendo que dificilmente entram em contato com as camadas mais profundas de seus psiquismos e que são as que movimentam externamente toda essa parafernália de comportamentos não empáticos para com os outros. São desprovidos da capacidade de se vincularem e por conta disso,  jamais se apegam, o que resulta na impossibilidade de levarem em consideração os sentimentos de quem quer que seja.

O jogo da  sedução pode se tornar extremamente drástico quando se torna um ato compulsivo que pode culminar ou não na realização do ato  sexual, o que por alguns breves momentos pode oferecer ao sedutor perverso, que ele é o cara, que ele é o bom. Normalmente, quando percebe que a pessoa já é uma presa e que esta entregue a sedução imposta, sedutores costumam perder o interesse em nome de adquirirem novas conquistas. Importante notar que esses conquistadores perversos, nem sempre tem um bom desempenho sexual excepcional, o que também pode futuramente ser utilizado para culpabilizar as vitimas acelerando o descarte.

 

 

Quando deflagrados, mesmo que a psiquiatria os veja em meio a  adoecimento psíquico, ainda assim, há muitos que continuam enganando, pois continuam extremamente articulados e espertos.

Para os menos desavisados fica difícil a detecção. Por isso mesmo cabe o alerta sobre como são, como agem e como funcionam. Vale ter o conhecimento de  que existem mais destes tipos rondando por aí, do que podemos suspeitar. Lembrando que para estes, apenas o que importa é o prazer de obterem suas conquistas de momento, para na sequencia, descarta-las. Um esquema que pode durar toda uma vida.

 

Para a sua  proteção, é necessário saber que insistências excessivas permeadas de muita sedução podem fazer parte de uma trama estrategicamente delineada que mascaram atitudes comparativamente iguais às daqueles que são viciados em  drogas e que fazem de tudo para obte-las quando estão em carência. A sutil diferença está apenas na falta de conhecimento da população em geral.

 

Ter conhecimento de que essas pessoas existem e de como funcionam e saber que tem muita gente adoecida transitando entre nós é um inicio de uma autoproteção que pode valer a sua vida.

 

- Quanto mais despertos, melhor!

 

Silvia Malamud

Please reload

Artigos Recentes 
Please reload

Redes Sociais
  • Facebook
  • Instagram
Palavras-Chave